Teologia como Resistência

Quarta-feira, Dezembro 11, 2019 - 16:08

Por motivo dos 50 anos da Faculdade de Teologia da Universidade Católica Portuguesa – 1968-2018 – dois conhecidos jornalistas (António Marujo e António Pedro Ferreira) fotografaram e entrevistaram quatro dezenas de antigos e atuais alunos e professores da Faculdade, que falaram dos seus percursos e experiências. Nesses relatos emergem momentos de reflexão sobre a história da Faculdade, destacando-se aspetos e acontecimentos mais significativos, mas também não se excluindo a indispensável autocrítica. Assim nasceu o livro “Teologia Como Resistência”.

Na sessão de lançamento que decorreu em Lisboa, Miguel Tamen, Professor Catedrático e Diretor da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, falou da obra como sendo um grande momento para explicitar respostas à pergunta para que serve estudar teologia e sobre o que é exatamente estudar teologia.

No texto de apresentação desta publicação, que merece ser lida como testemunho vivo do percurso da Faculdade de Teologia, o Professor Miguel Tamen sublinha  a particular implicação daqueles que a ela se dedicam e descreve a reflexão teológica como a única atividade intelectual para a qual a existência de Deus tem necessariamente de contar para alguma coisa.

Assinala que estamos perante uma ocupação intelectual que nos lembra constantemente que não somos o centro ou o fim deste mundo. E considera que, acima de tudo, estudar Teologia é perceber de algum modo que se foi atraído por Deus e o que Deus pode significar para o viver humano.

Ver texto de apresentação