Religião e literaturas contemporâneas de língua portuguesa

Terça-feira, Fevereiro 23, 2021 - 15:52

José Rui Teixeira e Alex Villas Boas, investigadores do CITER, junto com Marcos Lopes (UNICAMP) e Marcio Capelli (UMESP) organizaram o Dossiê “Religião e literaturas contemporâneas de língua portuguesa”, publicado pela revista Estudos de Religião, um dos periódicos brasileiros mais conceituados no campo de investigação sobre Estudos de Religião (Qualis A2). O longo processo de emancipação da arte em relação à religião – que produziu uma compreensão de autonomia irredutível nas duas esferas –, assim como a onda de “reencantamento” assistida com mais força a partir da segunda metade do século XX, contribuiu significativamente para complexificar as relações entre esses campos. Tais elementos fizeram surgir “novos amálgamas espirituais”, como sublinhou Karl-Josef Kuschel, que ultrapassam as categorias clássicas das religiões e da crítica moderna. Certos críticos, como por exemplo o mexicano Octavio Paz, procuraram ressaltar a origem comum da poesia e da religião, obviamente sem deixar de observar a própria beligerância da primeira contra a segunda, pelo menos desde a modernidade, como uma deliberada intenção de criar um “novo sagrado”. Nesse sentido, ressaltamos o interesse por abordagens que, para além da ideia de um subgénero: “literatura religiosa” – de resto, limitativa para pensar experiências não necessariamente codificadas nos termos de uma religiosidade institucional –, se desenvolvam a partir da marca da irredutibilidade da forma artística e do fenómeno religioso. 

Estudos de Religião é um periódico de acesso aberto e o dossiê pode ser visto aqui