No final do primeiro semestre do ano curricular de Doutoramento, obteve permissão para regressar a Portugal e iniciar-se na vida laboral, em simultâneo com a pesquisa e escrita da tese, que inicialmente versava num tema sobre Santo Agostinho. Continuando assim a ser estudante de doutoramento em Roma.

Em 2005/2006 matriculou-se em Teologia, na Faculdade de Teologia da UCP em Braga, onde concluiu o primeiro ciclo. No ano de 2008 transitou para a Pontificia Università della Santa Croce em Roma, cursando Direito Canónico. Obtida a Licença Canónica e reconhecida pela Santa Sé, ainda no Pontificado do Papa Bento XVI, no ano lectivo de 2011, transitou de imediato para o Doutoramento.

Ingressou na Faculdade de Letras da Universidade Nova de Lisboa, em 1999, no curso de Estudos Linguísticos, com variante de Português / Espanhol. No final do ano lectivo pediu transferência para a Universidade Católica Portuguesa em Braga onde cursou Humanidades Clássicas, na Faculdade de Filosofia. Após terminar a licenciatura em 2004, realizou o estágio pedagógico / profissional na Escola Secundária de Amares.

Em Janeiro de 2012 liderou o cargo de juiz Eclesiástica no Tribunal Metropolitano de Braga e ainda no mesmo ano, iniciou a função de docente na Faculdade de Teologia da UCP, primeiro no Porto e depois em Braga. Na qualidade de docente assistente, leciona as unidades curriculares de Direito Canónico Institucional e Direito Canónico Geral.

Em 2016, assumiu a responsabilidade do gabinete de atendimento do Tribunal Eclesiástico de Braga sendo, posteriormente, nomeada patrona estável. E, em 2017, assumiu o Gabinete de atendimento do Tribunal Eclesiástico de Viana do Castelo, desempenhando também a função de patrono estável.